Macri pede corte de impostos de luz, água e gás

Preços excessivos estão gerando protestos em toda a Argentina

Macri pede corte de impostos de luz, água e gás
Macri pede corte de impostos de luz, água e gás (foto: ANSA)
22:12, 24 AbrBUENOS AIRES ZCC

(ANSA) - O presidente da Argentina, Mauricio Macri, solicitou nesta segunda-feira (23) que governadores de províncias e prefeitos do país cortem os impostos para diminuir as altas tarifas de luz, água e gás.

"Peço-lhes que eliminem os impostos que cobram sobre os serviços públicos e assim ajudarão a aliviar a carga sobre cada consumidor, cada comércio e cada pequena e média empresa", disse Macri.

Neste mês, o governo aumentou de 45% a 58% o preço do gás natural. Já o da eletricidade oscila entre 39% e 47%. Por fim, o da água potável pode subir em até 26%. Os altos preços das tarifas estão ocasionando diversos protestos em toda a Argentina.

A primeira a reagir positivamente ao pedido de Macri foi a governadora da província de Buenos Aires, María Eugenia Vidal, da coalização "Cambiemos". Ela reduziu as tarifas de uma província de 18 milhões de habitantes.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA