Governo Macri eleva taxa de juros para 40%

Objetivo é conter fuga de capitais em meio a inflação galopante

Governo Macri eleva taxa de juros para 40%
Governo Macri eleva taxa de juros para 40% (foto: EPA)
11:10, 05 MaiBUENOS AIRES ZLR

(ANSA) - Em uma tentativa de conter a escalada do dólar, o Banco Central da Argentina aumentou nesta sexta-feira (4) sua taxa básica de juros pela terceira vez em uma semana e a elevou para 40%, maior índice do mundo.

Em apenas uma semana, a taxa teve alta de 12,5 pontos percentuais, uma forma de tentar evitar que poupadores troquem seus pesos por dólares. Além disso, o Banco Central reduziu de 30% para 10% o limite para presença de moeda estrangeira nas carteiras de instituições financeiras.

Com essas medidas, a cotação do dólar fechou a última sexta-feira em 21,82 pesos, após o pico de 23 registrado no dia anterior. O governo conservador de Mauricio Macri enfrenta seu momento mais delicado na economia, em um país que ainda tem viva na memória a lembrança da crise de 2001.

Em meio a um cenário de inflação galopante e aumento nas tarifas de serviços básicos, o governo reduziu sua meta de déficit fiscal de 3,2% para 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB), o que levará a um corte de US$ 3,2 bilhões no orçamento, principalmente em investimentos em obras públicas.

"Isso nos machuca, porque ninguém quer mexer nas obras públicas, mas a única saída que temos é a redução gradual do gasto público", afirmou o ministro de Economia Nicolás Dujovne. O presidente também tenta implantar uma reforma trabalhista que reduz as indenizações em caso de demissão, projeto amplamente rechaçado por organizações sindicais e sociais. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA