Adolescente é morto durante protesto na Argentina

Confrontos começaram após tentativa de saque em Sáenz Peña

Medidas de austeridade de Mauricio Macri elevaram tensão social na Argentina
Medidas de austeridade de Mauricio Macri elevaram tensão social na Argentina (foto: ANSA)
13:39, 04 SetBUENOS AIRES ZLR

(ANSA) - Um adolescente de 13 anos foi morto durante confrontos entre a polícia e manifestantes na cidade de Sáenz Peña, na província argentina de Chaco, perto da fronteira com o Paraguai, na última segunda-feira (3).

De acordo com as forças de segurança, citadas pelo "Diario Chaco", a vítima foi atingida no peito por uma bala disparada por uma "arma civil".

A manifestação começou logo após o discurso televisivo no qual o presidente Mauricio Macri anunciou novas medidas de austeridade para frear a crise cambial e econômica na Argentina. A polícia diz que o grupo queria saquear um mercado, levando à intervenção das forças de segurança.

"Isso tem a ver com uma situação social que está pegando fogo. É um bairro muito vulnerável, de gente de poucos recursos", disse o ministro de Segurança Pública de Chaco, Carlos Barsesa, citado pelo jornal "La Nación".

A Argentina vive uma grave crise cambial, que provocou uma intensa desvalorização do peso, o aumento da inflação e da taxa de juros e levou Macri a pedir ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI), em troca da implantação de um pacote de austeridade. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA