Argentina anuncia mudanças no mercado cambial

O FMI se mostrou favorável às medidas de intervenção

Argentina anuncia mudanças no mercado cambial
Argentina anuncia mudanças no mercado cambial (foto: EPA)
21:30, 29 AbrBUENOS AIRES ZCC

(ANSA) - O Banco Central da Argentina (BCRA) anunciou hoje (29) a introdução de mudanças no mercado cambial para tentar conter a forte valorização do dólar em relação ao peso, em meio à crise econômica que atinge o país latino.

Em comunicado, a entidade ressaltou que a medida foi tomada "dado o aumento da volatilidade da taxa de câmbio observada nos últimos dias".

"O BCRA deve reforçar o viés contracionista da política monetária ao intervir no mercado cambial para reduzir de forma mais agressiva a quantidade de pesos", acrescenta o texto.

O Banco Central ainda afirmou que, a partir de hoje, poderá realizar vendas de dólares mesmo se a cotação da moeda estiver abaixo de 51,448 pesos argentinos. Mas o volume e a frequência vão depender da dinâmica do mercado.

Além disso, caso o dólar atinja um valor maior de 51,448 pesos, a entidade aumentará de US$150 milhões a US$250 milhões o montante de venda diária estipulada até o momento.

O banco não descartou a implementação de outras intervenções. A decisão foi aprovada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). "Apoiamos essas medidas, que estão bem calibradas para os desafios que a Argentina enfrenta", disse o porta-voz do FMI, Gerry Rice, no Twitter.
   

Hoje cedo, na abertura dos mercados, graças ao anúncio das novas medidas, o dólar caiu acentuadamente em 2,3%, chegando a 45,81 pesos. Especialistas argentinos consideram o dólar quase como o único refúgio seguro para garantir uma defesa contra os efeitos perversos da inflação, que atualmente flutua a um ritmo de 50% ao ano.
   

No entanto, o governo do presidente Maurício Macri, engajado na preparação das eleições de outubro, tenta das maior estabilidade ao mercado cambial. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA