Bolívia expulsa embaixadora do México e diplomatas espanhóis

Decisão foi tomada por Jeanine Áñez, presidente interina do país

Bolívia expulsa embaixadora do México e diplomatas espanhóis (foto: EPA)
16:59, 30 DezLA PAZ ZCC

(ANSA) - O governo interino da Bolívia declarou nesta segunda-feira (30) como 'persona non grata' a embaixadora do México, María Teresa Mercado, e os diplomatas espanhóis Cristina Borreguero e Álvaro Fernández, que terão 72 horas para deixar o país.

Em comunicado, a presidente interina do país sul-americano, Jeanine Áñez, afirmou que "este grupo de representantes dos governos de México e Espanha lesou gravemente a soberania do povo e do governo constitucional da Bolívia".

Pouco tempo depois, o Ministério das Relações Exteriores do México determinou que sua embaixadora deixará o país, uma tentativa de garantir a segurança dela.

A decisão foi tomada em meio a uma verdadeira "guerra diplomática" devido a um grupo de nove membros do governo do ex-presidente Evo Morales que se refugiou na embaixada mexicana em La Paz.

Na última sexta-feira(27), inclusive, a Bolívia denunciou que funcionários da embaixada espanhola tentaram entrar, "encapuzados e presumivelmente armados" e de forma "clandestina" à casa de Mercado para facilitar a saída dos ex-funcionários de Morales, que foram indiciados por terrorismo.

Hoje, após a expulsão, o governo da Espanha, por sua vez, também informou que irá expulsar três diplomatas bolivianos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA