PF deflagra 40ª fase da Operação Lava Jato contra Petrobrás

Operação mira em funcionários da estatal que recebiam repasses

PF cumpre mandados em três estados brasileiros
PF cumpre mandados em três estados brasileiros (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
08:10, 04 MaiSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - A Polícia Federal deflagrou hoje (4) a 40ª fase da Operação Lava Jato, que recebeu o nome de Asfixia, e prendeu três ex-gerentes da Petrobras.

Além dos três, uma quarta pessoa também foi detida - sendo que duas prisões foram preventivas e duas são temporárias. Os nomes dos presos ainda não foram informados pela PF.

Ao todo, foram 16 mandados de busca e apreensão e cinco de condução coercitiva - além dos quatro pedidos de prisão. A operação ocorre em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A ação investiga um esquema de repasses ilegais de empreiteiras a funcionários da Petrobras para a obtenção de contratos a empresas. Os investigados irão responder por crimes como corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

A prisão temporária tem prazo de cinco dias, podendo ser prorrogada ou mudada para preventiva (quando não existe prazo pre-definido para deixar a prisão). Quando autorizados pelo juízo competente, os investigados serão encaminhados à Superintendência da PF em Curitiba.

O nome da operação é uma referência à tentativa de diminuir o número de fraudes e desvio de recursos públicos em áreas de produção, distribuição e comercialização de gás combustível da Petrobrás. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA