Moro rejeita pedido de Lula e MPF para ouvir mais testemunhas

Juiz determinou prazo para apresentações de alegações finais

Moro rejeita pedido de Lula e MPF para ouvir mais testemunhas
Moro rejeita pedido de Lula e MPF para ouvir mais testemunhas (foto: ANSA)
13:57, 15 MaiSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O juiz Sérgio Moro negou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Ministério Público Federal (MPF) nesta segunda-feira (15) para incluir novas testemunhas no processo sobre o caso do tríplex do Guarujá. A ação faz parte da investigação em primeira fase da Operação Lava Jato.

Segundo o magistrado, já houve "muitos depoimentos sobre o apartamento tríplex e a reforma dele, não sendo necessários novos a esse respeito". "Indefiro, portanto, o requerido por deficiência no requerimento e desnecessidade da prova", escreveu ainda o juiz em sua decisão".

Por meio de comunicado, a defesa de Lula afirmou que a decisão do magistrado tem "erros factuais" e que a "decisão gera nulidade insanável no processo".

"A inocência do ex-Presidente Lula foi comprovada pelo depoimento das 73 testemunhas ouvidas, no caso do tríplex, sob o compromisso de dizer a verdade. Ao arrolar novas testemunhas, o Ministério Público Federal reconheceu que não dispõe de prova da acusação formulada contra Lula", escreveram ainda os advogados.

Já o MPF informou que se for se manifestar será apenas nos autos do processo.

Prazos

Na decisão desta segunda, Moro marcou os prazos para as alegações finais de todas as partes envolvidas no processo. A data limite das alegações da acusação é dia 2 de junho. Já a Petrobras tem até o dia 6 para se manifestar e as defesas terão até dia 20 para apresentar as conclusões.

A partir de então, Moro terá um período de análise e apresentará o veredicto. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA