STF abre inquérito para investigar presidente Michel Temer

Defesa de Temer protocolou no STF pedido para acessar áudios

STF abre inquérito para investigar presidente Michel Temer (foto: ANSA)
15:13, 18 MaiSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou que abriu um inquérito nesta sexta-feira (18) contra o presidente Michel Temer por conta das revelações de que ele teria pago propina para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Pouco antes, a defesa de Temer protocolou no STF um pedido para ter acesso às gravações feitas pela Polícia Federal sobre os pagamentos de propina e de negociações sobre a compra de silêncio de Cunha.

As revelações contra o presidente, bem como contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), estão nas delações de Joesley Batista, um dos donos da JBS.

Desde quando foi revelada na noite de ontem (17), diversos opositores e aliados do mandatário começam a ventilar a possibilidade de impeachment ou de uma eventual renúncia de Temer.

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou o primeiro pedido de impeachment e que será avaliado na Câmara dos Deputados.

Aliados indicam renúncia

Aliados e conselheiros do presidente Michel Temer indicam que o mandatário pode renunciar ao cargo na tarde desta quinta-feira (18). De acordo com diversos jornalistas, que tem acesso a membros do governo, é provável que a renúncia seja anunciada durante o pronunciamento à nação, marcado para as 16h. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA