Ministro diz que vereador é investigado no 'caso Marielle'

Marcello Siciliano (PHS) é suspeito de tramar assassinato

Ministro diz que vereador é investigado no 'caso Marielle'
Ministro diz que vereador é investigado no 'caso Marielle' (foto: EPA)
21:02, 10 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta quinta-feira (10) que a investigação sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio de Janeiro, "está chegando na sua etapa final". "Eu acredito que, em breve, vamos ter resultados", afirmou o ministro, após presidir a primeira reunião da Câmara Intersetorial de Prevenção Social e Segurança.

Perguntado sobre a suspeita de participação do vereador Marcello Siciliano (PHS) e do ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo no assassinato de Marielle, após reportagem do jornal "O Globo" divulgar o depoimento de uma testemunha que acusa os dois de terem se reunido para planejar a morte da parlamentar, o ministro lembrou já ter mencionado que o crime apontava para a atuação de milícias.

"Não estou dizendo que são esses especificamente. Agora, tem dois níveis que tenho que observar: um é o do jornalismo e as suas informações que, evidentemente, têm que ser investigadas. E outro é a própria investigação em si sobre a qual a gente, por óbvios motivos, não tem aqui como ficar comentando. O que eu posso dizer é que estes e outros todos são investigados", disse.

Na última quarta (9), o vereador Marcello Siciliano negou participação no assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes. (ANSA) Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA