Polícia Federal prende CEO da GE na América Latina

Operação também cumpriu mandados na Philips

Polícia Federal prende CEO da GE na América Latina
Polícia Federal prende CEO da GE na América Latina (foto: SEVERINO SILVA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO)
17:01, 04 JulSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Polícia Federal prendeu o CEO da General Eletric (GE) para a América Latina, Daurio Speranzini Jr., e o executivo da Philips Frederik Knudsen, durante a Operação Ressonância, desdobramento da Fratura Exposta e deflagrada na manhã desta quarta-feira (4).

A GE informou que "as alegações são referentes ao período em que o executivo [Speranzini] atuou na liderança de outra empresa [a Philips]".

Por sua vez, a Philips ressaltou que ainda não teve acesso ao processo, mas que colaborará com as investigações.

Entre os presos também está o empresário Miguel Iskin, que foi solto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes em dezembro de 2017.

Os agentes cumpriram 22 mandados de prisão em São Paulo e no Rio, além de mandados de busca e apreensão no apartamento do ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Sérgio Cortês.

A investigação envolve 37 empresas e crimes de formação de cartel, corrupção, fraude em licitações, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A operação busca desarticular organização voltada para o fornecimento de equipamentos médicos e materiais hospitalares para a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro e para o Instituto Nacional de Traumatologia (Into).

Cálculos do Ministério Público Federal apontam para desvios que chegam a R$ 300 milhões entre 2016 e 2017. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA