Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero

Ele estava em aeronave que caiu sobre caminhão no Rodoanel

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero (foto: EPA)
20:30, 11 FevSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O velório do jornalista Ricardo Boechat será realizado a partir das 22h (horário local) desta segunda-feira (11) no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, informou a TV Globo News, citando a assessoria de imprensa da rede Bandeirantes.

De acordo com a TV, a cerimônia será aberta ao público até às 14h desta terça-feira (12). O local e o horário da cremação do corpo do jornalista não serão revelados. 

Boechat, 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no trecho do Rodoanel que dá acesso à Rodovia Anhanguera, em São Paulo, nesta segunda-feira (11). O falecimento foi confirmado pelo Grupo Band.

Segundo a rádio Band News FM, Boechat havia participado de um evento de um laboratório farmacêutico em Campinas, a cerca de uma hora de São Paulo, e voltava de helicóptero para a capital paulista.

A aeronave caiu sobre um caminhão que transitava no Rodoanel e cujo motorista ficou ferido. Já o piloto do helicóptero também faleceu no acidente. Boechat apresentava o Jornal da Band e era âncora da rádio Band News FM, além de colunista da revista IstoÉ. Sua morte foi anunciada com muita emoção nas emissoras do Grupo Band.

"Ele era o maior jornalista do país", disse José Luiz Datena no plantão do canal de TV Band News. Boechat também passou pelos diários O Globo, O Dia, O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil e pela TV Globo. Foi ainda laureado três vezes com o Prêmio Esso.

O presidente Jair Bolsonaro disse que recebe "com pesar" a notícia do falecimento de Boechat. "Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito [sic], bem como do piloto. Que Deus console todos", escreveu o mandatário no Twitter. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA