Salvini se reúne com Ernesto Araújo e fala em 'sintonia'

Chanceler brasileiro visitou Vaticano e encerrou viagem à Itália

Salvini se reúne com Ernesto Araújo e fala em 'sintonia'
Salvini se reúne com Ernesto Araújo e fala em 'sintonia' (foto: ANSA)
20:35, 08 MaiSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - O ministro brasileiro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, reuniu-se nesta quarta-feira (8) com o vice-premier e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, em Roma.
    "Estou feliz de encontrar hoje, no Palácio do Viminale, o ministro brasileiro Ernesto Araújo. Grande sintonia e grande amizade entre os nossos povos e governos", escreveu Salvini, do partido nacionalista Liga Norte e símbolo da extrema-direita italiana.
    Já o brasileiro não fez nenhum pronunciamento à imprensa, nem postagens nas redes sociais.
    Apenas o MRE informou, via Twitter, que Araújo e Salvini falaram discutiram temas como comércio bilateral, investimentos, cooperação e assuntos globais. O chanceler, que está em visita oficial à Itália, também cumpriu agenda hoje no Vaticano, onde conversou com o secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, e com o secretário de Relações com Estados da Santa Sé, monsenhor Paul Gallagher.
  


  De acordo com o Itamaraty, Araújo falou sobre direitos humanos, família e segurança internacional com os representantes do papa Francisco. O Brasil mantém relações diplomáticas com o Vaticano desde 1826.
    O ministro brasileiro iniciou sua viagem à Itália no dia 6 de maio e não tem dado declarações à imprensa. Ontem (7), ele teve uma reunião com representantes de empresas italianas, como Enea, Fiat, Pirelli, TIM, Ferrovie dello Stato e membros Confindustria (Confederação de empresários e industriais Italianos). Ele também se encontrou com a ministra da Defesa Elisabeta Trenta.
    O chanceler encerrou hoje sua estadia na capital italiana. A viagem de Araújo ocorre três semanas depois do deputado federal Eduardo Bolsonaro se reunir com Salvini em Milão. O líder da Liga Norte demonstrou apoio ao presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, desde a campanha eleitoral. Bolsonaro, por sua vez, já comentou que pretende organizar sua viagem oficial à Itália para estreitar laços, mas as datas ainda não foram definidas. Brasil e Itália mantêm Parceria Estratégica desde 2007. De acordo com o governo brasileiro, em 2018, houve crescimento da ordem de 7% no comércio bilateral, que superou os US$ 8 bilhões.
    A Itália é um dos maiores investidores individuais no país e possui mais de 1,2 mil empresas atuando no território brasileiro.
    Segundo o Itamaraty, o objetivo da viagem de Araújo foi discutir os principais temas da pauta bilateral, como comércio, investimentos, cooperação e temas regionais e globais. Além disso, ele visa incentivar a exportação brasileira de aviões e materiais de defesa, como aeronaves da Embraer e armas, para os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en