Bolsonaro diz que ataque dos EUA afetará preço do petróleo

Presidente, porém, teve cautela em discutir aspectos políticos

Bolsonaro diz que ataque dos EUA afetará preço do petróleo
Bolsonaro diz que ataque dos EUA afetará preço do petróleo (foto: ANSA)
12:42, 03 JanSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro agiu com cautela nesta sexta-feira (3) ao ser questionado sobre como o Brasil se posicionará diante do ataque dos Estados Unidos em Bagdá, no Irã, que matou o general iraniano Qasem Soleimani.

Na saída do Palácio do Planalto, em Brasília, Bolsonaro informou que iria se reunir com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, para saber mais detalhes sobre os acontecimentos. Na pauta também está o impacto do ataque no preço do petróleo. "Que vai impactar, vai", comentou Bolsonaro. O mandatário disse que a gasolina já está alta e, se seguir subindo, "complica".     "Vamos ver nosso limite", disse.

"Eu não posso tabelar nada. Vou conversar com quem entende", anunciou Bolsonaro, que tomou posse há um ano e adotou um posicionamento de alinhamento com os EUA.

O ataque americano foi visto com ressalvas pela maior parte da comunidade internacional, que pediu diálogo e moderação no Oriente Médio para evitar uma nova escalada de tensão. Apenas Israel, que é um aliado histórico dos EUA e inimigo do Irã, elogiou publicamente o ataque. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en