Doria decreta quarentena de 15 dias em São Paulo

Estado já tem cerca de 400 casos do novo coronavírus

Movimentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo
Movimentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (foto: EPA)
13:50, 21 MarSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O governador de São Paulo, João Doria, decretou quarentena de 15 dias no comércio de todo o estado por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Segundo o tucano, a restrição valerá de 24 de março a 7 de abril e manterá abertos apenas serviços essenciais. "Esta medida poderá ser renovada, estendida ou suprimida se houver necessidade", afirmou Doria.

Entre os serviços que poderão ficar abertos estão aqueles das áreas de saúde (hospitais, clínicas e farmácias), alimentação, abastecimento, segurança e limpeza, além de pet shops, call centers, bancos e indústrias.

Bares, lanchonetes e restaurantes só poderão atender por delivery. Até então, o fechamento de comércios não-essenciais era recomendado pelo governo paulista, mas não obrigatório. De acordo com a Secretaria da Saúde, São Paulo tem 396 casos confirmados do Sars-CoV-2 e pelo menos 15 mortes. Já o Brasil contabiliza mais de mil contágios. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA