Nuvem de gafanhotos preocupa produtores rurais do RS

Insetos estão em solo argentino, mas podem chegar ao Brasil

Os produtores rurais do RS estão preocupados com os possíveis danos que os insetos podem causar às lavouras
Os produtores rurais do RS estão preocupados com os possíveis danos que os insetos podem causar às lavouras (foto: Divulgação/Governo da província de Córdoba)
10:09, 24 JunSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Uma nuvem de gafanhotos chegou na Argentina e está a cerca de 250 quilômetros de distância da fronteira do país com o Rio Grande do Sul. Os produtores rurais do estado brasileiro estão preocupados com os possíveis danos que os insetos podem causar às lavouras.

De acordo com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul, os insetos vieram do Paraguai e seguem avançando em solo argentino. O estado de Santa Catarina e a região norte do Uruguai também estão em risco.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastacimento afirmou que vem acompanhando o caso. Ainda segundo a pasta, os especialistas da vizinha Argentina disseram que a praga pode seguir para o Uruguai e não chegar ao Brasil.

As províncias argentinas de Santa Fé, Formosa e Chaco foram as mais atingidas pela nuvem. A região é conhecida pela produção de cana-de-açúcar e mandioca.

O governo da Argentina ainda informou que os gafanhotos podem passar por cidades. No entanto, apesar de uma nuvem conter milhares de insetos, eles não causam danos diretos em seres humanos.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en