Gilmar Mendes revoga decisão de prisão domiciliar a Crivella

Ex-prefeito do Rio ainda deverá cumprir medidas cautelares

Crivella foi preso em dezembro por corrupção
Crivella foi preso em dezembro por corrupção (foto: EPA)
10:04, 13 FevSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes revogou nesta sexta-feira (12) a decisão que concedeu, em dezembro do ano passado, de prisão domiciliar ao ex-prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella.

Com a decisão, Crivella não precisará mais permanecer em casa, mas deverá cumprir medidas cautelares como comparecimento periódico à Justiça, proibição de sair do país, de manter contato com outros investigados, além de entregar o passaporte em até 48 horas.

No ano passado, o ex-prefeito foi preso em ação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil, como desdobramento da Operação Hades, que apura corrupção na prefeitura da cidade e tem como base a delação do doleiro Sergio Mizrahy. Fonte: Agência Brasil (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA