No Haiti, agentes de paz da ONU participavam de atos de prostituição

Relatório interno mostra abusos sexuais com 225 mulheres

Ação da ONU no Haiti teve diversos casos de abuso sexuais
Ação da ONU no Haiti teve diversos casos de abuso sexuais (foto: EPA)
14:05, 10 JunNOVA YORK ZGT

(ANSA) - Um relatório interno da Organização das Nações Unidas (ONU) mostrou que os agentes que participam da missão de paz da entidade no Haiti cometeram uma série de crimes sexuais no país, revelou a agência de notícias AP nesta quarta-feira (10).

 

De acordo com o documento, os "capacetes azuis" praticaram sexo sob pagamento com 225 mulheres - muitas delas menores de idade - para que elas recebessem alimentos e medicamentos. Ao todo, os pesquisadores entrevistaram 231 pessoas que tiveram relações sexuais com agentes da ONU.

 

Atualmente, a entidade tem mais de 125 mil pessoas que trabalham em suas ações humanitárias por todo o mundo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA