Papa confirmou visita ao Chile, diz embaixador

Brasil deve ficar de fora de giro pela América Latina

18:47, 21 SetSANTIAGO ZGT
(ANSA) - O papa Francisco confirmou ao novo embaixador do Chile no Vaticano, Martín Fernández, que fará sua primeira visita ao país no ano que vem. Segundo o diplomata, a viagem será incluída no roteiro que terá ainda Argentina e Uruguai, mas que não tem data definida.
    "Com toda a paciência, estamos aguardando a decisão papal sobre sua viagem à Argentina e, no momento, sabemos que ele vai viajar ao Chile. Ele mesmo me disse em audiência privada que o Cone Sul, Argentina, Uruguai e Chile, era para ele uma única viagem", disse Fernández à agência de notícias argentinas Telam.
    Fernández destacou que a presidente Michelle Bachelet havia convidado Jorge Mario Bergoglio para a Conferência Episcopal, mas que entende que o "Pontífice precisa marcar presença em locais que estão em crise além da América Latina".
    "Perante ao que está acontecendo no Oriente Médio, na África e no Mediterrâneo, nós somos um continente de paz. Temos crise, como na Venezuela, ou a situação que não está boa no Brasil.
    Mas, dentro de certos limites, somos extraordinariamente tranquilos comparando ao que ocorre em outras partes do mundo", acrescentou.
    Caso se confirme, essa será a segunda visita de um líder da Igreja Católica ao Chile. Em abril de 1978, João Paulo II foi à nação, em um roteiro que também incluiu argentinos e uruguaios.
    Ainda com relação a viagem, se confirmada, as chances do Papa vir ao Brasil em 2017 podem estar diminuindo. Isso porque havia o rumor que o roteiro da vinda ao país incluía, justamente, esse giro pela América do Sul. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en