Candidatos no Chile buscam últimos votos em disputa indefinida

Piñera e Guillier se enfrentam nas urnas no próximo domingo (17)

Candidatos no Chile buscam últimos votos em disputa indefinida (foto: ANSA)
10:28, 13 DezSANTIAGO ZGT

(ANSA) - A disputa pela Presidência do Chile entrou na reta final e os candidatos ao principal cargo político do país lutam por votos preciosos que podem definir o vencedor da disputa no próximo domingo (17).

O ex-presidente conservador Sebastián Piñera, da coalizão de direita, e o senador e ex-jornalista Alejandro Guillier, apoiado pela centro-esquerda, estão muito próximos nas pesquisas eleitorais divulgadas na última semana, inclusive em empate técnico, sendo impossível prever os resultados das urnas.

Piñera, que era amplo favorito antes do primeiro turno, obteve "apenas" 36% dos votos - muito abaixo das previsões que estimavam mais de 45% dos votos. Já Guillier conseguiu também menos do que o esperado, obtendo 22% das cédulas de votação, mas agora conta com o apoio de setores "dissidentes" da esquerda.

Na última segunda-feira (11), os dois participaram de um áspero debate na televisão e trocaram acusações - como era de se esperar.

Enquanto Piñera acusou o representante da centro-esquerda de ter um plano de governo "quatro vezes mais caro que o seu", o senador afirmou que a política para as escolas do conservador quer que a classe média e os pobres "fiquem longe do ensino".

O voto no Chile não é obrigatório e a abstenção também é um temor dos dois candidatos. No primeiro turno, cerca de metade dos 14 milhões de eleitores foram às urnas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA