Presidente do Chile enfrenta 1º grande protesto estudantil

Ato terminou com pelo menos 180 pessoas detidas

Protestro estudantil contra Sebastián Piñera (foto: EPA)
16:25, 20 AbrSANTIAGO DO CHILE ZCC

(ANSA) - Milhares de estudantes realizaram nesta quinta-feira (19), em Santiago, um protesto contra o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

O ato foi organizado com o objetivo de exigir ao governo o financiamento integral das escolas públicas, além do fornecimento de transporte gratuito para todos os estudantes.

Com cartazes e tambores, o protesto começou pacífico no parque Bustamante, mas logo reuniu jovens com o rosto coberto lançando pedras e garrafas nos policiais. Em resposta, os militares responderam com jatos d'água e bombas de gás lacrimogêneo.

Segundo Karla Rubilar, governadora regional de Santiago, 180 pessoas foram detidas no protesto, entre elas "50 menores" de idade.

Ela também relatou que um dos manifestantes foi atropelado por uma viatura da polícia. De acordo com Rubilar, a vítima, o estudante Cristián García, apenas quebrou o fêmur e "não corre risco de vida".

Os organizadores do protesto estimaram que cerca de 120 mil pessoas estavam na passeata. Já a polícia calculou 30 mil manifestantes.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en