Oposição chilena marca protesto contra visita de Bolsonaro

Ato deve acontecer nesta sexta-feira (22), em Santiago

Jair Bolsonaro durante visita à Casa Branca, nos EUA
Jair Bolsonaro durante visita à Casa Branca, nos EUA (foto: ANSA)
17:55, 21 MarSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Um grupo de deputados chilenos de oposição confirmou sua participação em um protesto nesta sexta-feira (22) contra a visita oficial do presidente Jair Bolsonaro a Santiago.

O capitão reformado chegou à capital do Chile nesta quinta (21) e fica no país até sábado (23). Nesse período, participará da cúpula da "Prosul", novo foro de nações da América do Sul, e se reunirá com autoridades locais, incluindo o presidente Sebastián Piñera.

O protesto contra Bolsonaro, organizado pela ala jovem do Partido Comunista do Chile, acontecerá às 18h30 desta sexta e também deve contar com o apoio de legendas da coalizão de esquerda Frente Ampla.

"Bolsonaro representa uma liderança machista, homofóbica e admiradora de ditaduras. Como já disse, é uma ameaça para a democracia liberal", disse o deputado Vlado Mirosevic, membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e integrante do Partido Liberal, segundo o jornal La Tercera.

Ele havia sido convidado para um almoço oferecido por Piñera a Bolsonaro no sábado, mas boicotará o evento, assim como os presidentes do Senado, Jaime Quintana, e da Câmara, Iván Flores.

"É um presidente que representa a misoginia, a discriminação contra a diversidade sexual, a incitação ao ódio e as violações dos direitos humanos", reforçou a deputada Gael Yeomans, do partido Esquerda Libertária. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA