Líder das Farc pede audiência com papa Francisco

Papa foi fundamental para acordo de paz na Colômbia

20:15, 20 DezBOGOTÁ ZGT

(ANSA) - O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londoño Echeverri, o "Timochenko", pediu uma audiência com o papa Francisco.
    "Acreditamos que, por sua vez, a parte mais acusada de pecados, as Farc, também mereceríamos uns minutos de reflexão com Você, antes ou durante a sua anunciada visita à Colômbia", disse Londoño em nota divulgada nesta terça-feira (20).
    A fala do guerrilheiro tem a ver com o fato do Pontífice ter recebido o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e seu maior opositor, o ex-presidente Álvaro Uribe, em uma audiência no Vaticano na última sexta-feira (16).
    No documento, Londoño lembrou que há grupos que são contra o processo de paz no país e que, para haver uma total pacificação, "não é fácil atingir consenso e reconciliação com setores dominados por um fundamentalismo de tal natureza".
    "Fazemos votos para que a sua santidade e as suas orações consigam colocar fim a tão trágica realidade, até porque confiamos que um papel mais decisivo por parte da hierarquia eclesiástica colombiana possa inclinar a balança para o lado mais justo", escreveu ainda.
    Tanto Santos como as Farc reconheceram, por diversas vezes, a fundamental ajuda de Jorge Mario Bergoglio para que um acordo de paz fosse assinado na Colômbia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en