Governo diz que não há italianos desaparecidos na Colômbia

Deslizamento de terra já deixou 273 mortos e 262 feridos

Deslizamento de terra em Mocoa já deixou 273 mortos e 262 feridos (foto: EPA)
09:13, 04 AbrROMA ZAR

(ANSA) - O Ministério das Relações Exteriores da Itália (Farnesina) afirmou nesta terça-feira (4) que não há italianos desaparecidos na cidade de Mocoa, no sul da Colômbia, onde ocorreu um deslizamento de terra que deixou mais de 270 pessoas mortas.
   

De acordo com a Farnesina, "a unidade de crise, em colaboração com a Embaixada italiana em Bogotá, entrou em contato com todos os compatriotas que nos últimos dias estavam próximos a Macoa".

Ainda hoje, a Colômbia irá sepultar ao menos 100 pessoas que morreram na tragédia. "Fizemos uma recontagem dos que, infelizmente, faleceram. A última é de 273 pessoas falecidas e 262 feridos", afirmou o presidente do país, Juan Manuel Santos, após visitar o local da ocorrência na noite desta segunda-feira (3).
   

A busca por sobreviventes continua, mas as equipes de resgate informaram que em catástrofes como essa o período para buscas é de 72 horas.
   

Na última sexta-feira (31) à noite, enchentes e uma avalanche de terra e detritos atingiu 16 bairros da cidade e mobilizaram mais de 1,1 mil agentes de diversas entidades militares e civis da Colômbia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA