Colômbia reforçará controles na fronteira com Venezuela

Medida tem como objetivo reduzir os fluxos imigratórios

Juan Manuel Santos, presidente da Colômbia
Juan Manuel Santos, presidente da Colômbia (foto: EPA)
17:07, 09 FevBOGOTÁ ZBF

(ANSA) - O presidente da Colômbia, Juan Manual Santos, anunciou nesta quinta-feira (8) que reforçará a segurança na fronteira com a Venezuela.

O objetivo de aumentar o contingente policial na fronteira é conter o fluxo de imigrantes venezuelanos que chegam em território colombiano, número que aumentou nos últimos meses devido à crise econômica e política no país vizinho.

"Colocar mais controles migratórios, e que esses controles sejam mais estritos, que a entrada de venezuelanos tenha algumas características, que seja controlada, ordenada, e, muito importante, que seja feita dentro da legalidade", disse Santos.

O presidente colombiano também afirmou que irá "melhorar o controle sobre os atalhos", locais onde centenas de imigrantes cruzam a fronteira de forma ilegal. Estas rotas também são usadas por facções criminosas.

O governo da Colômbia, a partir de agora, não irá mais destinar cartões de mobilidade fronteiriça, criado para facilitar o trânsito de pessoas na região.

"Mais uma vez insisto que permita a nós, colombianos, ajudarmos os venezuelanos para que não continuem sofrendo, pelo menos, de fome e falta de medicamentos", concluiu Santos, que pede para o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aceitar ajuda de outros países.

De acordo com o "Migração Colômbia", mais de 550 mil venezuelanos estão em território colombiano, seja de forma irregular ou regular. É calculado que, neste ano, o número aumente para 1,5 milhão de imigrantes. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA