Irmã mais nova de Fidel Castro morre aos 78 anos em Cuba

Agustina Castro sofria de mal de Azheimer e estava internada

Agustina Castro (à direita) junto com os irmãos Ramón, Fidel e Angelina. Todos já falecidos
Agustina Castro (à direita) junto com os irmãos Ramón, Fidel e Angelina. Todos já falecidos (foto: Reprodução / Courtesy)
20:28, 27 MarHAVANA ZAR

(ANSA) - A irmã mais nova dos líderes de Cuba, Fidel e Raúl Castro, Agustina del Carmen Castro Ruz, morreu no último domingo (26) em uma clínica em Havana, onde estava internada, aos 78 anos.
   

Segundo a imprensa local, Agustina Castro sofria de mal de Alzheimer e nos últimos meses sua saúde estava totalmente debilitada. Fontes familiares afirmam que sua morte foi causada após complicações em uma cirurgia.
   

Há dez dias, Agustina fraturou o quadril e foi operada. No entanto, ela teve uma infecção nos rins e nos pulmões. A morte ocorreu às 7h deste domingo, no horário local. O corpo da irmã do presidente de Cuba foi cremado e levado para um panteão.

Nascida em 1938, Agustina era filha caçula do casal Lina Ruz e Ángel Castro e vivia em Havana. Após a morte de Fidel e Agustina, restam outros três irmãos: o chefe de Estado Raúl, Emma e Juanita Castro. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA