Filho mais velho de Fidel Castro comete suicídio

Díaz-Balart tinha 68 anos e sofria com depressão

Filho mais velho de Fidel Castro comete suicídio (foto: ANSA)
08:28, 02 FevHAVANA ZGT

(ANSA) - O filho mais velho do ex-líder cubano Fidel Castro, Fidel Angel Castro Díaz-Balart, de 68 anos, cometeu suicídio nesta quinta-feira (1) em Havana. Segundo os jornais estatais de Cuba, ele sofria com uma forte depressão e estavam em tratamento da doença.

"O doutor em Ciências Fidel Castro Díaz-Balart, que estava sendo acompanhado por uma equipe médica há meses por uma forte depressão, tirou sua vida hoje, primeiro de fevereiro", informou o jornal oficial do governo "Granma".

Fiel à revolução de seu pai, o filho de Fidel ficou conhecido ainda menino, quando entrou com o pai em Havana em 8 de janeiro de 1959 como membro da caravana da vitória. Conhecido como "Fidelito", ele nunca chegou a ocupar cargos políticos, mas era muito querido pelos cubanos - e sua morte provocou comoção no país.

O suicídio ocorre cerca de 15 meses após Fidel Castro morrer, aos 90 anos, em novembro de 2016. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA