Governo dos EUA anuncia sanções contra Raúl Castro

Pompeo culpou o ex-presidente por violações dos direitos humanos

Raúl Castro deixou a Presidência de Cuba, mas ainda chefia o Partido Comunista
Raúl Castro deixou a Presidência de Cuba, mas ainda chefia o Partido Comunista (foto: EPA)
11:17, 27 SetNOVA YORK ZLR

(ANSA) - O secretário de Estado do EUA, Mike Pompeo, anunciou nesta quinta-feira (26) sanções contra o ex-presidente de Cuba Raúl Castro e sua família.

Segundo o chefe da diplomacia americana, o primeiro-secretário do Partido Comunista e seus parentes próximos estão envolvidos em "graves violações dos direitos humanos". A medida atinge os quatro filhos do ex-mandatário: Alejandro, Deborah, Mariela e Nilsa. Com isso, Castro e seus herdeiros ficam impedidos de viajar aos EUA.

Pompeo disse que o ex-presidente ainda tem a "supervisão de um sistema que prende arbitrariamente milhares de cubanos e mantém mais de 100 prisioneiros políticos". "O desprezo do regime cubano pelos direitos humanos e o uso da violência para apoiar o antigo regime Maduro são responsáveis pelas crises em Cuba e na Venezuela", afirmou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA