Procuradoria denunciará vice do Equador por 'caso Odebrecht'

No entanto, funcionários da empresa não serão alvos de denúncia

Procuradoria denunciará Jorge Glas por 'caso Odebrecht'
Procuradoria denunciará Jorge Glas por 'caso Odebrecht' (foto: EPA)
13:41, 09 NovSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - A Procuradoria-Geral do Equador informou nesta quarta-feira (8) que denunciará o vice-presidente do país, Jorge Glas, que está preso desde o dia 2 de outubro, por conta do esquema de corrupção do governo com a empreiteira brasileira Odebrecht.

"Um parecer acusatório será criado contra 13 processados e será apresentado, por escrito, um parecer de abstenção a favor de cinco processados", informou o procurador-geral, Carlos Baca, à imprensa local.

Entre os "absolvidos" pelos procuradores, estão quatro funcionários da Odebrecht, incluindo dois brasileiros. Um deles, José Conceição Santos Filho, que representou a construtora no país entre 2010 e 2016, foi quem denunciou o esquema de pagamento de propinas e incriminou Glas.

O ex-presidente do Equador Rafael Correa usou o Twitter para ironizar a decisão da Procuradoria de não indiciar os funcionários da construtora brasileira.

"O mundo deve saber disso: no caso de corrupção da Odebrecht, o único 'inocente' é a Odebrecht. Pactaram com a empresa para envolver sem provas o vice-presidente, e assim apoderar-se da Vice-presidência da República do Equador. Algum dia terão que responder por isso", escreveu nesta quinta-feira (9).

De acordo com as investigações, o sistema pagou cerca de US$ 33 milhões em propinas para funcionários públicos em troca de obras no país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA