México enfrenta seu pior terremoto em um século

Tremor de 8,2 graus deixou vários mortos e provocou alerta de tsunami

México enfrenta seu pior terremoto em um século (foto: ANSA)
09:57, 09 SetCIDADE DO MÉXICO ZBF

(ANSA) - Um terremoto de 8,2 graus na escala Richter atingiu o México nessa madrugada (8), matando ao menos 58 pessoas. 

De acordo com as informações oficiais, foram 47 mortos no estado de Oaxaca, 10 em Chiapas e três em Tabasco.

O tremor é considerado o maior desde 1985, mas o presidente Enrique Peña Nieto garante que foi o pior da história do país.

As autoridades emitiram um alerta de tsunami, já que ondas gigantes podem atingir também Equador, Nicarágua, Panamá, Guatemala, Honduras, El Salvador e Costa Rica. Várias cidades costeiras estão sendo evacuadas. O epicentro do tremor foi registrado a 165 quilômetros a oeste de Tapachula, no estado de Chiapas, na fronteira do México com a Guatemala, às 23h49 locais de ontem (1h49 no horário de Brasília).   

O estado de Oaxaca foi o mais afetado com dezenas de prédios e imóveis desabaram, entre eles a Prefeitura de Juchitan de Zaragoza e um hotel em Matías Romero.

O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, ativou o comitê de emergência e comentou que "este foi o terremoto mais forte dos últimos 100 anos", alegando que o último fenômeno a atingir o país de maneira tão forte ocorrera em 1932.

"O que nos preocupa agora são as réplicas, que já chegaram a 65, além do alerta de tsunami", disse Peña Nieto. Em 19 de setembro de 1985, quando o México foi atingido por um terremoto de 8,1 graus, uma réplica de magnitude 7,5 ocorreu no dia seguinte e agravou os danos. Naquela vez, 10 mil pessoas morreram. "Foi um longo terremoto, todos nós sentimos", confessou o presidente, calculando que cerca de 50 milhões de pessoas tenham percebido o tremor de terra.

   

Apesar do epicentro do terremoto ter sido registrado em Chiapas, várias pessoas relataram ter sentido a terra balançar na capital do país, Cidade do México, que fica a mil quilômetros de distância. Também foram reportados danos em estradas, usinas de gás e serviços de abastecimento. Boa parte da população mexicana ficou sem energia elétrica por horas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA