Saúde mental de 'El Chapo' está piorando, diz advogado

Traficante mexicano está preso nos Estados Unidos

Saúde mental de 'El Chapo' está piorando, diz advogado
Saúde mental de 'El Chapo' está piorando, diz advogado (foto: ANSA)
21:07, 20 AbrNOVA YORK ZLR

(ANSA) - O advogado de defesa do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán anunciou que a saúde mental do mexicano está se "deteriorando" e que ele pode não estar em condições de enfrentar seu julgamento nos Estados Unidos, no dia 5 de setembro.

O "rei das drogas", como é conhecido, foi extraditado pelo México em janeiro de 2017 para uma prisão de segurança máxima em Nova York. Guzmán é acusado por mais de 15 crimes, entre eles tráfico de drogas, uso ilegal de armas e lavagem de dinheiro.

"Percebemos que seu estado mental se deteriorou, não apenas sua memória, mas a maneira como ele entende as coisas. Ele não é o mesmo homem que era quando eu o conheci", declarou o advogado de "El Chapo", Eduardo Balarezo.

Ele ainda comentou que espera que seu cliente seja submetido a uma avaliação psicológica. A ideia é determinar se "El Chapo" tem ou não condições de enfrentar o julgamento. Desde que foi extraditado, o mexicano está impedido de se comunicar com sua esposa, Emma Coronel.

"Minha preocupação é a saúde dele, porque sei que ele está em péssimo estado psicológico. Ele se sente mal, pelo que os advogados estão me dizendo. Me preocupa como ele vai começar o julgamento se não estiver com uma boa saúde", disse ela.

Nascido em 1954, "El Chapo" é considerado pelas autoridades como um dos traficantes de drogas mais poderosos do mundo. Ele chefiava o cartel de Sinaloa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA