Obrador é eleito 1º presidente de esquerda do México

Candidato prometeu "mudanças profundas" em seu governo

Obrador é eleito 1º presidente de esquerda do México (foto: EPA)
13:39, 02 JulCIDADE DO MÉXICO ZBF

(ANSA) - Por Marcos Romero - O candidato do Movimento de Regeneração Nacional (Morena), de esquerda, Andrés López Obrador, venceu as eleições presidenciais do México deste domingo (1), consideradas as mais concorridas da história do país.
    O diretor do Instituto Nacional Eleitoral (INE), Lorenzo Córdova, confirmou a vitória de Obrador na noite de ontem, com 53% dos votos. Em segundo lugar, ficou o advogado conservador Ricardo Anaya, com 27,29% dos votos, seguido pelo economista José Antonio Meade, candidato pelo governista Partido Revolucionário Institucional, com 16,61%. Na quarta posição, com apenas 6,13%, ficou o candidato independente Jaime Rodríguez, governador licenciado do estado de Nuevo León.
    As eleições escolheram o sucessor do presidente Enrique Peña Nieto, para um mandato de seis anos. Obrador tomará posse em 1 de dezembro e terá, amanhã (3), uma reunião de transição de governo.
    Em seu primeiro discurso, Obrador, de 64 anos, prometeu fazer "mudanças profundas" e disse que não governará de nenhuma maneira de "forma arbitrária, nem com impunidade, e nem colocará em risco a economia do México".
    "O Estado deixará de ser um comitê de serviço de uma minoria", afirmou o presidente eleito, o primeiro líder de esquerda do México das últimas décadas e que conseguiu capitalizar o sentimento dos eleitores contra a corrupção no governo dos últimos anos.
    Obrador já começou a receber cumprimentos de líderes políticos, como o argentino Mauricio Macri. "O governo argentino felicita o povo e o governo mexicano pelas eleições. A Argentina destaca essa nova expressão de maturidade democrática dos mexicanos, que expressaram sua vontade de continuar o desenvolvimento e progresso, depositando sua confiança na condução e Andrés Manuel López Obrador", escreveu o Ministério das Relações Exteriores.
    O colombiano Juan Manuel Santos também enviou uma mensagem a Obrador e desejou que os dois países mantenham suas "boas relações". "Felicitações a López Obrador por seu triunfo eleitoral no México. Espero que mantenha as excelentes relações que temos entre nossos países", escreveu no Twitter.
    Ao todo, os mexicanos renovaram 15 mil cargos nas eleições de ontem, incluindo os de deputados, senadores, prefeitos e governadores. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA