Ex-diretor da Odebrecht confirma doações para Fujimori

Ex-presidente Humala também teria recebido verba para campanhas

14:33, 26 AbrSÃO PAULO ZCC
(ANSA) - O ex-diretor da Odebrecht para América Latina e Caribe Luiz Mameri revelou nesta quinta-feira (25) que a construtora brasileira fez contribuições para as campanhas eleitorais de 2011 de Keiko Fujimori e do ex-presidente do Peru Ollanta Humala.
    De acordo com o portal de notícias "IDL Reporteros", o ex-diretor foi interrogado em São Paulo por promotores peruanos.
    Ele confirmou que recebeu um telefonema de Marcelo Odebrecht, dono da construtora, pedindo para liberar US$ 3 milhões para a campanha eleitoral de Humala, candidato eleito no pleito.
    Ainda segundo Mameri, sua função era aprovar o pagamento, porém, ao comunicar a ordem para Jorge Barata, na época superintendente da Odebrecht Peru, ele se opôs a pagar o valor, alegando que os números eram "exorbitantes".
    O portal revelou também que em uma conferência entre Marcelo e Barata foi confirmado o pagamento de US$ 500 mil para Fujimori.
    O ex-chefe de Estado Humala e sua esposa, Nadine Heredia, estão atualmente aguardando que um Tribunal decida sobre um habeas corpus para o cumprimento do processo em liberdade. Humala e sua mulher se entregaram para a polícia em julho do ano passado para cumprir prisão preventiva por lavagem de dinheiro relacionada a doações irregulares de campanha da construtora Odebrecht.
    Fujimori, por sua vez, é investigado por lavagem de dinheiro por não ter declarado contribuições de empresas durante as últimas campanhas eleitorais.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en