Martínez reconhece vitória de Lacalle Pou no Uruguai

Candidato conservador encerra domínio da Frente Ampla no país

Luis Lacalle Pou assumirá Presidência do Uruguai em março
Luis Lacalle Pou assumirá Presidência do Uruguai em março (foto: ANSA)
14:57, 28 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O candidato governista Daniel Martínez reconheceu nesta quinta-feira (28) a vitória do conservador Luis Lacalle Pou nas eleições para presidente do Uruguai, cujo segundo turno ocorreu no último domingo (24).

Em uma mensagem no Twitter, Martínez, apoiado pelo presidente Tabaré Vázquez, disse que a evolução da apuração dos votos "não modifica a tendência" de triunfo do opositor. "Portanto, saudamos o presidente eleito Luis Lacalle Pou, com quem terei uma reunião amanhã. Agradeço de coração aos que confiaram em nós", afirmou.

A Corte Eleitoral do Uruguai havia adiado a divulgação dos resultados oficiais do pleito por conta da pequena margem de diferença entre os dois candidatos, que era de 28,6 mil votos válidos, em um universo de 2,3 milhões.

O tribunal iniciou então uma contagem dos "votos observados", feitos por pessoas fora de suas zonas eleitorais, idosos e eleitores com necessidades especiais. Essas cédulas, que totalizam 35 mil, exigem uma apuração mais longa.

O resultado final ainda não foi divulgado, porém o reconhecimento de Martínez confirma a vitória de Lacalle Pou. "Meu reconhecimento e agradecimento a todos os homens e mulheres que estão defendendo os votos e a democracia. Meu pensamento está com vocês", escreveu o presidente eleito no Twitter.

Filho do ex-presidente Luis Alberto Lacalle (1990-1995), o opositor encerra o domínio da Frente Ampla, de centro-esquerda, que estava no poder desde 2005, com Vázquez (2005 a 2010 e de 2015 em diante) e José Mujica (2010 a 2015).

Lacalle Pou é líder do Partido Nacional, de centro-direita, e promete impor uma política de rigor fiscal, aumentar o policiamento e batalhar pela flexibilização do Mercosul. O presidente Jair Bolsonaro havia declarado apoio ao opositor, que toma posse em março. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA