Maduro nomeia novo vice-presidente e troca mais de 10 Ministérios

Medida já pode ter a ver com um provável referendo contra ele

Maduro nomeou El Aisammi para ser seu novo vice-presidente
Maduro nomeou El Aisammi para ser seu novo vice-presidente (foto: EPA)
09:10, 05 JanCARACAS ZGT

(ANSA) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nomeou no fim da noite desta quarta-feira (4) o ex-ministro do Interior do governo Hugo Chávez, Tareck El Aissami, para ser seu novo vice.

Com isso, caso o mandatário seja afastado do posto pelo referendo revogatório, há meses desejado pela oposição, o governador do estado de Aragua, de 42 anos, assumirá a Presidência venezuelana.

"Designei como vice-presidente executivo da República Bolivariana da Venezuela Tareck El Aissami para que assuma em 2017-2018", disse Maduro em pronunciamento à TV, ressaltando a "juventude, a experiência, a coragem e o empenho do companheiro" à frente do governo.

O novo vice substituirá Aristóbulo Isturiz, que estava no cargo desde janeiro de 2016 e que agora assumirá o Ministério de Comunas e Movimentos Sociais, e terá como meta "de concentrar-se sobre a segurança, para melhorar a polícia e desmantelar a rede de terroristas de direita".

El Aissami é um advogado e criminalista formado pela Universidade dos Andes e já atuou como deputado e vice-ministro de Seguridade Cidadã. Ele ainda foi vice-presidente da Comissão Permanente para a Família, Mulher e Juventude, tendo papel crucial no desenvolvimento da Lei sobre a Violência contra as Mulheres.

Maduro ainda ressaltou que estava "na hora" de uma "renovação necessária no Gabinete" e que, por isso, mudou a estrutura e cargos em mais de 10 Ministérios. Um dos mais afetados foram os vários departamentos ligados à Economia, que se tornará uma pasta única, como Ministério de Economia e Finanças, e será tutelado pelo atual deputado Ramón Lobo.

Já Nelson Martínez assumirá como ministro do Petróleo e Minas, enquanto Elugio del Pino assumirá a presidência da PDVSA, a estatal petrolífera venezuelana.

Francisco Torrealba assumirá o Ministério do Trabalho enquanto Antonieta Caporalle assumirá a Saúde e Érika Farias responderá pela pasta de Agricultura e Terras. Para a pasta de Obras Públicas, o presidente nomeou César Alberto Salazar, enquanto que o Ecossocialismo e Águas estará sob o comando de Ramón Velásquez Araguayán e o Transporte para Ricardo Molina.

Para a Cultura, Maduro nomeou Adán Chávez, para a Educação o titular da pasta será Elías Jaua e para a Educação Universitária, Ciência e Tecnologia quem assume é Hugbel Roa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA