Assembleia Nacional afirma que Constituinte de Maduro é ilegal

Constituinte convocada por presidente quer revisar regras

Assembleia Nacional faz acordo e diz que Constituinte de Maduro é ilegal
Assembleia Nacional faz acordo e diz que Constituinte de Maduro é ilegal (foto: EPA)
21:12, 10 MaiCARACAS ZGT

(ANSA) - A Assembleia Nacional da Venezuela aprovou no fim da noite desta terça-feira (8) um acordo sobre a "inconstitucionalidade e nulidade" da convocação de uma Assembleia Constituinte pelo presidente Nicolás Maduro.

A Casa, que tem dois terços de representantes da oposição, chamou a convocação de Maduro de "fraudulenta" e destacou que o debate não conta com a participação da população.

Durante a sessão, que não contou com nenhum deputado pró-governo, o texto apresentado por Omar Barboza destacava que o atual mandatário apenas convocou a Constituinte "para ganhar tempo e assim manter-se no poder".

"O único caminho para a paz é o respeito à Constituição e um cronograma eleitoral para que o povo decida. Esse povo não vai se entregar e esta Assembleia vai cumprir o papel que lhe corresponde, que é defender os direitos de nossos eleitores", destacou Barboza.

O acordo aprovado na Assembleia Nacional exige do poder eleitoral o respeito à soberania popular e abster-se de dar andamento ao pedido de Constituinte, além de denunciar a violação dos direitos políticos dos venezuelanos na Procuradoria Geral, na Defensoria Pública e perante a organismos internacionais como a Comissão dos Direitos Humanos e a Organização dos Estados Americanos (OEA).

Desta última, Maduro anunciou a saída da Venezuela.

Entre os principais pontos dessa Constituinte, há mudanças na forma de eleger candidatos, que seria transformado em votos por "setores" - o que diminuiria a força da oposição nas urnas.

Em defesa da Constituinte, o vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Diosdado Cabello, afirmou que a oposição que impedir a "revolução" com a série de protestos convocados nos últimos 30 dias.

"Se eles não querem a Constituinte é porque ela é boa para o povo. Se a direita diz que a Constituinte não é adequada para solucionar a crise que eles mesmos criaram, seguramente, essa é a solução adequada", afirmou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA