Em 48h, Venezuela registra mais 4 mortes em protestos

Balanço de vítimas já passa de 40 desde abril

Venezuela registra mais 2 mortes em protestos contra Maduro (foto: ANSA)
21:06, 16 MaiCARACAS ZBF

(ANSA) - Em cerca de 48 horas, quatro pessoas morreram em protestos contra o presidente Nicolás Maduro na Venezuela, fazendo com que a soma de mortes em seis semanas no país fique entre 43 e 46.

Dos quatro assassinatos que aconteceram entre a última segunda e esta terça-feira (15 e 16), três foram registradas no estado de Táchira. Foram elas a do jovem Luiz Alviarez, de 17 anos, que morreu em Palmira; a de Diego Hernández, de 33 anos, em Capacho Nuevo, e a de um terceiro homem ainda não identificado, em Colon.

A quarta morte aconteceu nesta terça durante uma manifestação em San Antonio de Los Altos, no estado de Miranda. Segundo um dos principais líderes da oposição no país, Henrique Capriles, o homem se chamava Diego Arellano e tinha 31 anos.

Até o momento, o balanço de mortos ainda continua confuso, sendo que o mínimo indicado tanto pela imprensa quanto pelas fontes do governo é de 43. Já parte da oposição, como a deputada de Táchira, Laidy Gómez, afirma que desde o começo de abril 46 pessoas foram mortas pela Força Armada Nacional e por grupos armados pelo governo. (ANSA)

A tensão política na Venezuela já dura anos, mas se agravou há um mês e meio, com os protestos da oposição contra Maduro. A comunidade internacional, principalmente os países da América Latina, tentam pressionar o presidente a iniciar uma negociação. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA