Governo cobra informações sobre brasileiro preso na Venezuela

Jonatan Moisés Diniz foi detido no fim do ano passado

Jonatan Diniz foi preso na Venezuela
Jonatan Diniz foi preso na Venezuela (foto: Reprodução/Facebook)
20:05, 04 JanSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O Ministério das Relações Exteriores cobrou nesta quinta-feira (4) explicações da Venezuela sobre a prisão do brasileiro Jonatan Moisés Diniz, anunciada por um dos expoentes do governo de Nicolás Maduro na semana passada.

Segundo nota do Itamaraty, o Brasil procurou "inúmeras vezes" as autoridades venezuelanas, tanto em Brasília quanto em Caracas, mas até agora não obteve resposta.

"O consulado-geral do Brasil em Caracas entrou em contato com as autoridades policiais venezuelanas expressando preocupação e pedindo informações sobre a presença do cidadão brasileiro na Venezuela, bem como sua situação jurídica e autorização para visita consular", diz o comunicado.

Além disso, a embaixada brasileira vem pedindo "mais informações sobre o paradeiro" de Diniz. "Até o momento, apesar da promessa de retorno dos interlocutores, não houve resposta. Em Brasília, instada a fazê-lo, a embaixada venezuelana tampouco prestou qualquer esclarecimento", acrescenta a nota.

A prisão de Diniz foi anunciada por Diosdado Cabello, vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv), durante seu programa de TV. O brasileiro é membro de uma ONG filantrópica que atua no país, mas o chavista o acusou de pertencer a uma "organização criminosa".

Em seu perfil no Facebook, Diniz fazia apelos por doações para famílias pobres na Venezuela, denunciando a fome que atinge milhares de crianças no país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA