Líder da oposição venezuelana nega acordo com governo Maduro

MUD emitiu comunicado após ministro afirmar que havia um pacto

Líder da oposição venezuelana nega acordo com governo Maduro
Líder da oposição venezuelana nega acordo com governo Maduro (foto: ANSA)
10:24, 07 FevCARACAS ZGT

(ANSA) - A Mesa de Unidade Democrática (MUD), a grande coalizão de oposição ao governo de Nicolás Maduro, negou que um acordo tenha sido fechado durante as negociações que estão sendo realizadas na República Dominicana.

"A Mesa de Unidade quer esclarecer ao país que até o momento não há nenhum acordo com o Governo. Seguimos lutando para conseguir os direitos que todos os venezuelanos estão esperando", escreveu o grupo em sua conta no Twitter nesta terça-feira (6).

Já hoje (7), o líder das negociações do bloco, Julio Borges, afirmou que apesar das "muitas reuniões" ainda nada foi finalizado porque "consideramos que o que está aí, nesse documento, não é digno do povo venezuelano".

Segundo Borges, ainda hoje serão publicadas as "observações finais sobre o documento que nos deram" e que o grupo "não assinará nada que signifique negar os valores democráticos".

As afirmações dos opositores vieram após o chefe da delegação governista, Jorge Rodríguez, afirmar que os dois lados tinham chegado a um acordo comum que seria assinado hoje.

No entanto, os opositores informaram que continuarão mantendo suas "quatro exigências" para firmar o pacto: eleições livres - já que a MUD não poderá participar como coalizão da disputa eleitoral -; a abertura de um canal humanitário para o transporte de alimentos e remédios; a restituição dos poderes da Assembleia Nacional, eleita com mais de dois terços de membros da oposição no fim de 2015; e a libertação de todos os presos políticos.

As eleições na Venezuela foram antecipadas, por ordem de Maduro e consequente execução da Assembleia Constituinte, para o fim de abril. Por padrão, ela deveria ocorrer apenas em dezembro desse ano. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA