Eleição na Venezuela domina cúpula do G20 na Argentina

Reunião de chanceleres terminou nesta segunda-feira

Eleição na Venezuela domina cúpula do G20 na Argentina
Eleição na Venezuela domina cúpula do G20 na Argentina (foto: Prensa Cancillería de Argentina)
22:01, 21 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Terminou nesta segunda-feira (21) a cúpula dos ministros das Relações Exteriores do G20, realizada em Buenos Aires, na Argentina. Apesar do foco na questão do "multilateralismo", a reunião acabou dominada pelo tema das contestadas eleições presidenciais na Venezuela.

"Todos compartilhamos que é melhor ter e manter o multilateralismo", disse o ministro de Relações Exteriores da Argentina, Jorge Faurie, na coletiva de imprensa de encerramento do encontro.

A declaração é um recado aos Estados Unidos, que, sob o comando de Donald Trump, passaram a tomar decisões unilaterais e a acenar com indícios de uma guerra comercial contra outras potências, em especial a China.

A cúpula em Buenos Aires durou dois dias, em meio ao processo eleitoral que culminou na reeleição de Nicolás Maduro para mais seis anos de mandato na Venezuela. Por conta disso, o tema acabou concentrando as atenções na capital argentina.

"Estou decepcionado, mas não surpreso, que Maduro tenha vencido em eleições profundamente fraudadas para garantir sua sobrevivência", atacou o chanceler do Reino Unido, Boris Johnson, que ainda aproveitou a viagem para fazer uma inédita visita a um memorial pelas vítimas da guerra nas Malvinas.

Outros países do G20 também usaram o evento para rechaçar o resultado do pleito venezuelano e dizer que não reconhecem a reeleição de Maduro, como Estados Unidos, Argentina e Chile. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA