Cesta básica na Venezuela custa 220 salários mínimos

Informação é de um estudo publicado no país

Além do aumento do preço das cestas básicas, 15 de seus 60 produtos apresentaram problemas de escassez.
Além do aumento do preço das cestas básicas, 15 de seus 60 produtos apresentaram problemas de escassez. (foto: ANSA)
18:57, 20 JunCARACAS ZLR

(ANSA) - Um relatório divulgado pelo Centro de Documentação e Análises para os Trabalhadores (Cendas) revelou que são necessários 220 salários mínimos para se adquirir uma cesta básica na Venezuela.

Segundo o Cendas, a cesta chega a custar 220.138.620,18 bolívares (cerca de R$ 320), após aumentar 119.963.639,83 bolívares (aproximadamente R$ 175) em maio, o que representa uma alta de 119,8% em relação ao mês de abril e de 22.115,6% na comparação com o mesmo mês de 2017.

O salário mínimo na Venezuela é de 1 milhão de bolívares (cerca de R$ 1,40), mas, com o bônus de alimentação, o valor sobe para 2,5 milhões de bolívares (aproximadamente R$ 3,05).

Ainda de acordo com a pesquisa, além do aumento do preço das cestas básicas, 15 de seus 60 produtos apresentaram problemas de escassez.

A Venezuela enfrenta uma grave crise econômica, com uma inflação que pode atingir os 24 mil %, segundo o Parlamento venezuelano, de maioria opositora. Além disso, há falta de alimentos e remédios no país.

Para tentar driblar a oscilação na economia, o presidente Nicolás Maduro anunciou que fará uma reconversão monetária em que cortará três zeros da moeda.

O "bolívar soberano" começaria a circular em 4 de junho, porém o governo adiou a reconversão em 60 dias, para que os bancos locais possam conduzir algumas "provas técnicas". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA