Maduro prepara contra-ataque a 'invasão' dos EUA

Trump teria planejado intervenção militar na Venezuela

Nicolás Maduro em desfile militar na Venezuela
Nicolás Maduro em desfile militar na Venezuela (foto: Ansa)
16:58, 05 JulCARACAS ZLR

(ANSA) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, alertou o Exército do país para se defender de uma possível invasão dos Estados Unidos.

O mandatário pediu aos militares que tenham "disposição absoluta" para defender a pátria das ameaças do "império norte-americano".

Nos últimos dias, os jornais dos EUA, que citam um ex-funcionário do governo, revelaram que o presidente Donald Trump teria planejado "invadir" a Venezuela.

O plano teria sido arquitetado com um grupo de assessores, entre eles o ex-secretário de Estado Rex Tillerson e o ex-secretário de Segurança Nacional H. R. McMaster.

"Quando eu fiz essa denúncia no ano passado, o próprio governo dos Estados Unidos desmentiu. Agora temos uma confirmação", disse o mandatário venezuelano.

Para Maduro, Trump também "convocou aliados da direita imperialista", como o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, para uma futura intervenção militar na Venezuela.

"A Venezuela deve seguir defendendo seu direito de resolver os próprios problemas com suas próprias soluções. Não será jamais uma solução para os problemas do nosso país uma intervenção do 'império norte-americano'. Jamais", concluiu. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA