Maduro aumenta salário mínimo da Venezuela em 35 vezes

País realizará um conversão monetária na próxima segunda

Maduro aumenta salário mínimo da Venezuela em 35 vezes
Maduro aumenta salário mínimo da Venezuela em 35 vezes (foto: EPA)
14:28, 18 AgoCARACAS ZCC

(ANSA) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aumentou na noite desta sexta-feira (17) o salário mínimo no país, poucos dias antes da conversão monetária que entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (20).
   

Com a medida, o salário passará de 5.196.000 bolívares (US$20,8 no câmbio oficial ou US$1,30 no paralelo) para 180.000.000 bolívares (US$728 ou US$45,5). Na prática, o salário aumentará 3.214%, ou seja, 35 vezes.
   

De acordo com Maduro, o novo valor será pago já com o "bolívar soberano", moeda que terá cinco zeros a menos do que a atual. "Eu decidi fixar o salário mínimo, as pensões e a base salarial para todos. Os trabalhadores merecem 1.800 bolívares de salário", disse o mandatário venezuelano.
   

Além disso, Maduro explicou que o valor da criptomoeda nacional, o Petro, será de 3.600 bolívares soberanos. Ele também disse que 10 milhões de pessoas inscritas no programa Carteira da Pátria vão receber um bônus de 600 bolívares soberanos.

O presidente venezuelano anunciou que na segunda-feira (20) será um "feriado público" para que, durante a abertura dos bancos, seja possível colocar moedas e notas com o novo nome. Segundo Maduro, os antigos bolívares "coexistirão com os novos até sua extinção progressiva". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA