Vídeo indica que regime Maduro não incendiou ajuda

Gravação mostra manifestante jogando coquetel molotov

Incêndio em caminhão de ajuda humanitária na fronteira entre Venezuela e Colômbia
Incêndio em caminhão de ajuda humanitária na fronteira entre Venezuela e Colômbia (foto: EPA)
15:27, 10 MarNOVA YORK ZLR

(ANSA) - Um vídeo revelado neste fim de semana contradiz a versão difundida pelo autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, e por seus aliados de que o incêndio em um caminhão de ajuda humanitária no último dia 23 de fevereiro foi provocado pelo regime de Nicolás Maduro.

A gravação, divulgada pelo jornal americano The New York Times, indica que o fogo pode ter sido causado involuntariamente por um manifestante antigoverno.

O vídeo mostra um homem de camisa preta lançando dois coquetéis molotov contra as forças de segurança. No segundo, um fragmento voa para outro lado, na direção de um dos caminhões. Ainda de acordo com o NYT, um vídeo difundido pelo governo da Colômbia para acusar o regime Maduro teve 13 minutos cortados.

O governo do presidente em exercício da Venezuela havia sido duramente criticado pelos Estados Unidos e por outros aliados de Guaidó por causa do episódio e também por não ter permitido a entrada de ajuda humanitária no país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA