Venezuela admite inflação de 130.060% no ano passado

Mas número é 10 vezes menor que o previsto pelo FMI

Regime de Nicolás Maduro admite inflação de 130.060% no ano passado
Regime de Nicolás Maduro admite inflação de 130.060% no ano passado (foto: EPA)
19:49, 29 MaiSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - Após três anos de silêncio no governo, o regime de Nicolás Maduro informou hoje (29) que a inflação na Venezuela fechou 2018 a 130.060%. Apesar do número alto, ele ainda pode estar abaixo da inflação medida por órgãos internacionais e independentes, que acusam Maduro de manipular os dados.
    O Fundo Monetário Internacional (FMI) calcula que a inflação tenha sido de 1.370.000% no ano passado, ou seja, dez vezes maior que o número divulgado pelo regime de Maduro através do Banco Central Venezuelano (BCV).
    O BCV também admitiu, pela primeira vez, que a Venezuela vive uma recessão e informou que o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 47% entre os anos de 2013 e 2018. As crises econômica e política que atingem a Venezuela provocaram um desabastecimento geral no país, causando fome e desnutrição. A situação levou mais de três milhões de pessoas a deixarem a Venezuela, de acordo com estimativas das Nações Unidas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en