Governo brasileiro nega envolvimento em ataque na Venezuela

Acusação foi do ministro das Comunicações Jorge Rodríguez

Governo brasileiro nega envolvimento em ataque na Venezuela
Governo brasileiro nega envolvimento em ataque na Venezuela (foto: Edmar Barros/Futura Press)
20:44, 23 DezSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O governo brasileiro negou envolvimento em um ataque a uma unidade militar no sul da Venezuela, próxima à fronteira com o Brasil.

Segundo autoridades locais, na ação ocorrida ontem (22), um militar morreu e seis pessoas foram detidas. No ataque armas teriam sido roubadas.

Pelo Twitter, o ministro das Comunicações da Venezuela, Jorge Rodríguez, acusou o governo brasileiro de colaborar com o treinamento dos autores do ataque.

"Esses criminosos foram treinados em acampamentos paramilitares plenamente identificados na Colômbia e receberam a colaboração do governo de Jair Bolsonaro", disse Rodríguez na rede social.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil rebateu as acusações do ministro venezuelano. "O Brasil nega qualquer envolvimento no episódio", disse em nota.

Já o ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, disse que o ataque foi articulado por "setores extremistas da oposição".

A região do ataque, território dos índios da etnia Pemón, é palco de constantes conflitos desde 2016, em virtude da disputa pela exploração de ouro. Fonte: Agência Brasil (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA