Sonda Cassini completa 10 anos na órbita de Saturno

O artefato fez importantes descobertas, como água em suas luas

Uma representação gráfica da sonda Cassini na órbita de Saturno
Uma representação gráfica da sonda Cassini na órbita de Saturno (foto: ANSA)
15:14, 28 JunROMA ZCC

(ANSA) - Está completando dez anos a extraordinária aventura da sonda Cassini nos anéis de Saturno, em busca de imagens e dados únicos, que revelaram que a superfície gelada e inóspita de algumas luas, como Encelado e Titano, podem esconder oceanos de água líquida, teoricamente capazes de sustentar a vida.
    Em 1º de julho de 2004, a sonda nascida da colaboração entre a Nasa, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Italiana (ASI) entrava em órbita do planeta dos anéis. Até dezembro de 2004, trouxe com ela a sonda Huygens dell'Esa, que em 15 de janeiro de 2005 entrou na atmosfera da maior lua de Saturno, Titano, revelando uma paisagem quase terrestre, com lagos e rios de metano entre as montanhas.
    "Das tantas descobertas memoráveis feitas pela Cassani nesses dez anos, ter descoberto a presença de água líquida onde não estávamos prevendo, como abaixo da superfície gelada de Encelo e Titano", disse o coordenador científico da ASI, Enrico Flamini.
    Graças aos dados de Cassani, "se aprendeu muito sobre o papel da água no Sistema Solar e, como consequência, foram estabelecidos novos vínculos para o estudo dos planetas fora do Sistema Solar e para a probabilidade que estes possam hospedar formas de vida", explicou Flamini. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA