Professor dá dicas de culinária saudável na Expo

É possível comer massas com o mesmo sabor, mas com menos sal

Professor ensinou truque saudável para cozinhar massas
Professor ensinou truque saudável para cozinhar massas (foto: ANSA)
18:15, 06 JulMILÃO ZLR

(ANSA) - Para quem deseja comer massa com menos sal, mas sem sacrificar o sabor, é só salgar a água após jogar o alimento na panela. Assim, o espaguete absorve o mineral somente na parte externa, porém o gosto continua o mesmo, ainda que a quantidade de sal ingerida seja muito menor.
    O truque é de Furio Brighenti, professor de ciência dos alimentos na Universidade de Parma, que ensinou a técnica durante um encontro promovido pela Fundação de Nutrição da Itália (NFI) na Expo Milão 2015 e dedicado à tecnologia alimentar que preserva a saúde dos consumidores.
    Com os pães, principal fonte de sódio da dieta, também se pode aplicar essa dica. Brighenti mostrou uma receita de pão caseiro feito com seis camadas de massa alternadas, três com farinha salgada e três sem sal. "O resultado é que, a cada mordida, comemos ao menos duas camadas de pão, tanto a com sal quanto a sem, e o sabor é o mesmo, apesar de uma redução de 50% no sódio".
    Desconsiderando o problema do "muito sal na dieta", primeiro fator de risco de hipertensão arteriosa associada à alimentação, o consumo de cereais (massa e pão), sobretudo dos integrais, pode reduzir o risco de doenças, em particular as cardiovasculares e diabetes tipo 2.
    Citando uma recente pesquisa, Brighenti apontou que basta que a quantidade de cereais integrais atinja 50% da quantia média diária (na Itália, são cerca de 260 gramas) para que o risco de doenças cardiovasculares e diabetes diminua 22% e 25%, respectivamente.
    "Essa preferência por alimentos integrais vale para pães, mas não para massas, que possuem um índice glicêmico menor. O mais saudável é o pão integral, que é rico em fibras e outras substâncias benéficas, como antioxidantes, vitaminas e minerais, e não gera altos picos glicêmicos", disse Brighenti. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en