Coldiretti luta contra desperdício alimentar

Evento tratou sobre o tema na Expo Milão 2015

Coldiretti luta contra desperdício alimentar
Coldiretti luta contra desperdício alimentar (foto: Ansa)
18:40, 18 AgoMILÃO ZLR

(ANSA) - Nos últimos anos, o desperdício de alimentos não aumentou na Itália, mas a sensibilidade sobre o tema sim, e hoje o país está pronto para uma lei contra o desperdício alimentar, segundo o que foi dito na conferência "Consumo: da abundância ao desperdício", organizada no pavilhão da Coldiretti na Expo Milão 2015.
    Estiveram presentes no encontro o diretor da fundação Banco Alimentare, Marco Lucchini, e o presidente da União Nacional de Associações de Produtores de Frutas (Unaproa), Ambrogio de Ponti.
    "Temos de ter atenção para não fazer alarmismo. Desperdício é um conceito diferente de excesso. Esse último pode ser recuperado, e não é jogado. A cada ano, o Banco Alimentare recupera cerca de 40 a 50 toneladas de excesso de comida em toda a Itália", disse Lucchini.
    Todos os anos, o Banco Alimentare distribui a comida recuperada a mais de 4 milhões de pessoas. "Mas não basta, ainda há muito para recuperar", afirmou De Ponti.
    O Instituto Politécnico de Milão estimou que, anualmente, entre setores alimentares e consumidores, o excesso alcance 6 milhões de toneladas. "É necessária uma colaboração maior entre organizações e indústrias alimentares, para que mais e mais produtos cheguem à mesa daqueles que necessitam", disse De Ponti.
    Lucchini concluiu dizendo que está confiante com a nova proposta de lei contra o desperdício alimentar criada pela deputada Maria Chiara Gadda, do Partido Democrático, que "poderá estar pronta até o fim do ano e beneficiará tanto os que dão como os que recebem". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en