Mostra homenageia dieta Mediterrânea na Expo

A exibição está exposta no cluster Bio-Mediterrâneo

Obras de artistas messineses homenageiam dieta Mediterrânea
Obras de artistas messineses homenageiam dieta Mediterrânea (foto: Ansa)
18:00, 23 SetPALERMO ZAR

(ANSA) - O cluster Bio-Mediterrâneo, na Expo Milão 2015, dedicou uma semana de eventos à proteção e promoção da dieta Mediterrânea, considerada patrimônio imaterial da Unesco. Durante o evento, os artistas messineses da Scuola Coloristica Sicilia Dimitri Salonia e Lidia Monachino criaram uma grande pintura focando no tema e em mercados sicilianos. Os encontros foram organizados em colaboração com o Ministério da Agricultura e a obra foi doada à região da Sícilia, que a inseriu no interior do cluster Bio-Mediterrâneo e que será colocada, posteriormente, no departamento de Agricultura. "Além da arte, a fundação Salonia concentrou seus esforços em fazer renascer os mercados da ilha, criando com ajuda da região, uma instalação artística em Vucciria, uma maneira de evidenciar o estado no qual se encontram os mercados e tentar recuperá-los", afirmou Dimitri. O comissário-único do cluster, Dario Cartabellotta, esteve presente na performance artística e afirmou que "o professor Salonia está fazendo um grande trabalho na representação dos mercados sicilianos como a Vucciria e Ballarò, que são os protótipos para todos os outros mediterrâneos. Os mercados, representados excelentemente por Salonia, são o melhor modo de reacender a confiança entre produtores e consumidores". As obras dos artistas foram também elogiadas pelo professor Vincenzo Russo, da Universidade Iulm, que afirmou que a "Vucciria não existe mais. Nós precisamos renová-la e recuperar as tradições. É por isso que iremos apoiar o trabalho do professor Dimitri Salonia e tudo de sua fundação". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA