Museus italianos batem recorde de visita pelo 3º ano consecutivo

Bilheterias arrecadaram mais de 172 milhões de euros

Museus italianos recebem 44,5 milhões de visitantes e batem recorde (foto: ANSA)
15:18, 09 JanROMA ZGT

(ANSA) - Pelo terceiro ano consecutivo, os museus estatais italianos bateram recorde de visitantes e de renda, informou o ministro para os Bens Culturais, Dario Franceschini, neste sábado (7).

Em 2016, foram mais de 44,5 milhões de visitantes e uma arrecadação com bilheterias de mais de 172 milhões de euros, representando um incremento de 4% e 12%, respectivamente, na comparação com 2015. Em números totais, foram 1,2 milhão a mais de visitantes e 18,5 milhões de euros a mais do que o arrecadado em 2015.

"Os seis milhões de visitantes a mais nesse triênio representam um incremento de 15% e nos levaram a um aumento de 45 milhões de euros em recebimentos. Estes recursos preciosos voltarão integralmente para os museus segundo um sistema que premia as melhores gestões e, ao mesmo tempo, garante [dinheiro] às pequenas realidades", disse Franceschini ao anunciar os dados.

Em 2013, segundo dados do governo, o número de visitantes foi de 38 milhões, com altas consecutivas até os 44,5 milhões do ano passado.

Nesse crescimento, há um especial destaque para o sul da Itália, onde a Campânia registrou o segundo lugar entre as regiões que mais recebem turistas. Foram oito milhões de ingressos vendidos, "um aumento de 14,2% em relação a 2015", destaca o ministro.

"A parte principal, sem dúvida, é o nosso patrimônio arqueológico. Se for considerado apenas os valores entre Coliseu, Foros Romanos, Palatino, Museu Arqueológico de Nápoles, parque arqueológico Paestum e Pompeia, no ano passado, foram cerca de 11 milhões de ingressos", destacou Franceschini. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA